Skip to content

Carta aberta da comunidade acadêmica sobre a agressão ao estudante André Baliera

7 Dezembro, 2012

Na noite do dia 03 de dezembro de 2012, a Avenida Henrique Schaumann, na Zona Oeste da capital, foi palco do mais recente ataque homofóbico de que se tem notícia em São Paulo. Enquanto o estudante André Baliera, do quarto ano do curso de Direito da Universidade de São Paulo, saía de uma farmácia, foi alvo de agressão verbal com motivação homofóbica praticada por Diego Mosca e Bruno Portieri. Como militante dos direitos humanos que é, e com os brios ofendidos, a vítima não reagiu passivamente – como talvez esperassem seus agressores – e respondeu aos insultos. A reação foi o bastante para que os indivíduos saíssem do veículo em que se encontravam e partissem para a agressão física, desferindo socos e chutes no estudante, o qual teve, como consequência, seu rosto parcialmente desfigurado.

O Grupo de Estudos em Direito e Sexualidade – GEDS – da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, por sinal, a mesma em que André estuda, encara o fato com indignação, mas, acima de tudo, reconhece que sua postura foi um ato de coragem, ao fazer frente às ameaças de uma intolerância cega e ignóbil. A bravura em repelir os insultos custou ao jovem estudante ferimentos físicos; todavia, entendemos que a valentia seja uma virtude inerente às pessoas que carregam consigo o ideal da razão sobre o medo. É o reconhecimento de atos de coragem, assim como a inquebrantável vontade de eliminar preconceitos injustos e injustificáveis, alguns dos nortes do papel crítico da Universidade. Portanto, o GEDS, assim como as demais entidades acadêmicas subscritas, traz a público a presente mensagem para declarar seu apoio à luta do André, que também é a luta de tantos outros que sofrem frequentemente violências parecidas: a luta contra a homofobia. Condenamos veementemente todo tipo de intolerância, notadamente a que se materializa em violência física, como ocorreu no caso.

A intolerância não tem um só rosto e pode se manifestar em qualquer lugar. A homofobia e demais formas de discriminação pode partir de indivíduos de qualquer classe social, etnia e gênero. O que une suas diversas formas é a covardia — como fica patente no caso de ontem, em que os agressores se aproveitaram, inclusive, de sua superioridade numérica — e a ignorância, já que nenhum discurso discriminatório contra minorias sexuais possui sustento racional, como a História bem tem demonstrado. É nosso papel, enquanto entidade acadêmica, assim como parte da Universidade, marcar firmemente nossa oposição aos efeitos deletérios decorrentes do preconceito infundado.

Contra a homofobia e na busca de uma sociedade tolerante, assinam esta carta de repúdio:

ENTIDADES ACADÊMICAS DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

1. Grupo de Estudos em Direito e Sexualidade da Faculdade de Direito da USP

2. Clínica de Direitos Humanos Luiz Gama

3. SAJU – Serviço de Assessoria Jurídica Universitária

4. Centro Acadêmico “XI de Agosto”

5. Departamento Jurídico “XI de Agosto”

6. Associação Atlética “XI de Agosto”

7. Representação Discente – Faculdade de Direito

8. Partido Acadêmico Canto Geral

9. Partido Acadêmico Movimento Resgate Arcadas

10. Coletivo Avante

11. Cursinho Arcadas

12. Academia de Letraz

13. Teatro do Largo

14. Sanfran Jr.

15. Coletivo Feminista Dandara

16. CAELL – Centro Acadêmico de Estudos Linguísticos e Literários “Oswald de Andrade” – (Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas)

17. CALC – Centro Acadêmico Lupe Cotrim (Escola de Comunicação e Artes)

18. GUIMA – Centro Acadêmico Guimarães Rosa (Instituto de Relações Internacionais)

19. Coletivo Transvivênça

ENTIDADES DA SOCIEDADE CIVIL

1.GADVS- Grupo de Advogados pela Diversidade Sexual

2. ILGA – INTERNATIONAL LESBIAN, GAY, BISEXUAL, TRANS AND INTERSEX ASSOCIATION

3. IEN – Instituto Edson Neris

4. Mães Pela Igualdade

5. GADA – Ong em Direitos Humanos

6. Centro Acadêmico Direito GV

7. CAASO – Centro Acadêmico Armando de Salles Oliveira- USP São Carlos

Anúncios
2 comentários leave one →
  1. ivaneide oliveira permalink
    8 Dezembro, 2012 3:26 PM

    enquanto covardes como estes não forem punidos, sempre existirão vitimas como o andré

  2. 10 Dezembro, 2012 8:54 PM

    O Diretório Acadêmico Getulio Vargas, representante dos alunos da FGV-EAESP e FGV-EESP, também declara sua assinatura a carta.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: